Formulário Enviado

JointBee Logo

 

4 pontos-chave para a geração de Leads

O planejamento de uma promoção é um dos passos mais trabalhosos do Marketing Digital, mas ao mesmo tempo, é a melhor forma de evitar que o investimento feito seja desperdiçado e não resulte em um ROI positivo.  

Existem 4 pontos que são chave para que o seu planejamento seja efetivo, e transforme os visitantes do seu site, blog ou rede social em Leads, esses pontos são: Segmentação, Calendário, Esforço e KPIs. Quando uma dessas etapas são negligenciadas, ou até mesmo mal executadas, todo o planejamento fica prejudicado. 

Pensando nisso, hoje eu decidi abordar cada um destes pontos e trazer alguns insights sobre eles, visando ajudá-lo a elaborar o melhor planejamento possível e alavancar suas vendas. E então, HANDS ON? 

  1. Segmentação 

Quando vamos definir a estratégia de promoção, a escolha dos canais deve ser o ponto de maior atenção. Isso porque o esforço investido no lugar errado pode levar todo o trabalho feito até aqui por água abaixo. Por isso, resgatar o estudo que já foi realizado, do briefing à oferta criada, é crucial para dar os próximos passos. 

Há algumas ações que servirão para qualquer contexto e negócio, porém existem outras em que você deve investigar se farão sentido.  

A pergunta que deve ser feita antes de iniciar o processo é: as pessoas que eu quero atingir estão presentes nesse canal? 

  1. Calendário 

O calendário de promoção deve estar alinhado à frequência de lançamento de novos materiais ricos, e com um conteúdo voltado para a sua audiência. A frequência de atualização do blog é tão importante quanto a de novas promoções, afinal enquanto a primeira apoia principalmente o crescimento de visitantes de forma orgânica, a segunda é fundamental para a geração de Leads.  

Tenha como base para entrega mínima ao seu cliente um novo post por semana e um material rico de lançamento por mês. Deve-se considerar que o público busca por diferentes materiais conforme a sua jornada de compra avança, por isso uma dica é variar os conteúdos da oferta em topo, meio e fundo de funil.  

Quando se fala em mídia paga, a variedade dos anúncios também é um ponto de extrema atenção, já que a frequência tende a tornar o desempenho da campanha ruim, além do que um tempo muito grande de exibição pode torná-la “paisagem” para o público. 

  1. Esforço 

Além do esforço de planejamento e criação – aqui me refiro especificamente a anúncios e CTAs – é preciso prever um investimento financeiro. Vale ressaltar que nenhuma empresa deve ser refém de mídia paga, porém ela se mostra indispensável principalmente no caso de clientes que estão começando a conquistar seu espaço na internet.  

Mesmo em casos em que se tem uma boa visibilidade orgânica, a compra de mídia deve funcionar como um apoio complementar. 

  1. KPIs e métricas 

As metas do funil são definidas no início do projeto, como eu já disse anteriormente, porém a sugestão é destrinchá-las de acordo com o investimento em cada canal escolhido.  

Assim, é possível mensurar de forma mais certeira a sua eficiência versus o valor investido, implementando possíveis melhorias. O principal key performance indicator (ou KPI) é a geração de Leads, porém é comum se trabalhar com outros, como visibilidade e engajamento, o que faz total sentido quando são de métricas que de forma indireta vão colaborar com a conversão.  

Portanto, a dica é definir os KPIs e respectivas métricas de acordo com os canais escolhidos no planejamento

Como eu disse, elaborar um Planejamento de Promoção não é fácil, mas sei que esses insights irão ajudá-lo. E caso você ainda se sinta inseguro em desenvolver o seu projeto sozinho, conte comigo e com a JointBee!  

Somos especialistas em alavancar vendas, e temos convertido Leads para empresas de todos os setores. Agende uma conversa comigo! Tenha uma abelha a mais na sua colmeia. 

© JointBee . Todos os direitos reservados.